Conheça  nossa Família

Somos sim uma família Vinícola, composta na sua maioria pela família Cainelli mas muito além disso, todos que se envolvem nesse processo são para nós parte de nossa família, parte da nossa história.

 nossa Família

Roberto Cainelli Jr

Filho, Gestor, Enólogo

O amor pelo vinho esta enraizado no seu sangue, desde criança.

" Nunca escolhi a Enologia, ela me escolheu! kkk Desde de pequeno sempre gostei da natureza, das vinhas da terra, para mim foi algo tão natural como andar, tinha que acontecer, o vinho é como o sangue da terra, nasce da interação do ser humano com a natureza, nos momentos mais difíceis da vinha ela nos da seu melhor fruto, como não amar?".
Em 2006, nosso jovem enólogo iniciou seus estudos, se formado em 2008 como técnico em Enologia e já engreçando no curso de tecnologia se formou novamente em 2013 como Tecnologo em Viticultura e Enologia.

"A vontade de me aprofundar no mundo do vinho veio junto com a ideia de reabrirmos nossa empresa, precisávamos de um Enólogo e eu sabia que era isso que eu queria fazer, o vinho me encantava, o trabalho pesado da vindima pra mim não era trabalho ".

A vinícola reiniciou nessa época, tendo os primeiros vinhos do nosso Enólogo em 2010, em 2011 já conquistamos premiações e desde então trabalhamos cada vez mais duro para trazer inovação e qualidade a este setor que é tão jovem quanto nossa idéia.

"Quero propagar a cultura do Vinho no Brasil, difundir o amor que nossa família sente pelo vinho, se virem o que vimos e viver o que vivemos, não tem como não se apaixonar ".

Todo esse amor do nosso Enólogo se reflete em vinhos que transmitem isso, mas mais que isso, de muito carácter, transmitindo o nosso terroir, nossa história, 

"A melhor maneira de contar nossa história, nosso mundo, e através de nossos vinhos, e afirmo, estes tem personalidade própria, são diferentes, são o sangue do nosso lar, nossa terra".

5 fatos aleatórios sobre Cainelli Jr:

1) Gosta de motos, de esportes radicais de natureza e música, se possível sempre com um vinho no final de tudo;

2) Já foi vice campeão do estado nas corridas, e adivinha como comemorava?!

3) Quer mostrar que o vinho não é complicado, é divertido, é bom, é pra toda hora, sem terno, com ou sem harmonização.

4) Participa ativamente de varias associações do setor vinícola, quer ver o vinho se espalhar pelo país, trabalha muito pra isso.

5) Seu recorde pessoal foram 3 garrafas de vinho e ir para o vinhedo às 7 da manhã do dia seguinte sorrindo.

Roberto Cainelli 

Pai, proprietário, viticultor

Vivenciou a história da vinícola Cainelli, a história da família e do vinho.

"A Enologia de ponta e recente no país, ainda lembro com certa nostalgia, dos vinhos de mesa, todo o trabalho manual para a colheita das uvas, a dificuldade da vinificação, mas os rostos todos felizes nessa época, isso não muda!".

Em 2004, Roberto teve a ideia de reativar a empresa, que nasceu em 1929 mas faliu em 1970, ter novamente a história da família engarrafada fez com que direcionasse novamente o esforço para isso.

"Eu estava organizando umas caixas, na antiga casa da família, quando encontrei uns rótulos do nosso vinho, e senti o gigante vazio que aquilo me fazia, junto com a família, mostrei minha ideia e todos abraçaram, recomeçamos a Cainelli ".

A vinícola demorou para se reestruturar, tendo seu primeiros vinhos no mercado por volta de 2010, foram anos de muito trabalho, erros e acertos também, dias difíceis e dias onde se brindava os grandes resultados.

 "Quero que a nossa marca se espalhe pelo país, quero que as pessoas entendam o que o vinho significa pra nós".

Esse desejo faz com que o trabalho seja levado a sério, Roberto passa muito tempo nos vinhedos da empresa, dando uma atenção minuciosa a cada vinha, garantindo que essa história se propague da melhor forma possível, com prazer a mesa. 

"Minha felicidade é poder compartilhar nosso vinho com as pessoas, é claro, se abrirem um grande sorriso quando derem o gole, muito melhor!".

5 fatos aleatórios sobre Roberto:

1) Vinho está presente em toda refeição;

2) Diz que tem uma queda por vinhos de entrada, mas esta sempre bebendo os da linha premium;

3) Gosta de carros e tratores, e ama o tuctuc da vinícola;

4) Passa tanto tempo nos vinhedos que deve ter nomes pras videiras já;

5) A mesa perfeita, tem um bom churrasco, e um bom vinho!

Bernardete Cainelli 

Mãe, esposa, enoentusiata

Filha de agricultores cresceu convivendo com os avós paternos, aprendeu com eles a respeitar e a amar o lugar em que nasceu:

“Lembro-me de ir aos vinhedos com meus pais, de observar o cuidado e o carinho com cada vinha. Lembro-me  das colheitas, momento  ansiosamente aguardado por toda a família. Período  de muito trabalho , porém de muita alegria. Lembro-me  de pisar as uvas , juntamente com os irmãos e primos, para elaborar os vinhos que iriam servir para o consumo da família.”  Aliás, desde criança “ aprendemos que o  vinho era um alimento servido nas refeições, inclusive para as  crianças, adicionado a um pouquinho de água e, como alimento, não poderia haver sobras.”

Aos quatorze anos, Bernardete precisou sair de casa para estudar:

“ Foi um momento bastante difícil para mim, precisei  “ romper”, ficar distante de tudo o que aprendi a amar, mas foi necessário  para alcançar o  meu sonho, tornar-me professora.”

 Já formada e exercendo a profissão, conheceu Roberto, casaram-se e construíram uma nova família. E em 2004, o esposo, decidiu realizar um antigo sonho: Reabrir a Vinícola Cainelli, cantina que pertencera ao seu avô Ricardo e, cujas atividades, foram encerradas em 1972.  Após muitas conversas, estudos e projetos, decidiram concretizar este desejo. Nada foi fácil, pois exigiu muito trabalho, privações de folgas , feriados e férias,  já que Bernardete continuou a exercer suas funções como professora. “Em época de safra, dormia tarde e levantava muito cedo para a remontagem dos vinhos que estavam sendo elaborados e cumpria meus horários na escola. Nos finais de semana  montava o museu, rotulava os vinhos  e cuidava da loja. Fazia malabarismos para empreender tudo com a máxima economia, visto que, era necessária a aquisição de maquinário para atender as novas exigências da  Vinícola.”

Atualmente, Bernardete diz estar “feliz ao constatar que tanto trabalho e  sacrifício está frutificando, pois um dos nossos filhos, o Roberto, enólogo responsável pela elaboração dos vinhos, mantém viva a essência e o desejo de continuar o sonho do pai”.

Além da Vinícola Cainelli, Bernardete conquistou mais uma realização “a família cresceu e recebemos como muito amor nossos netos Isabelle e Enzo, filhos de Morgana, nossa primogênita, e de Gabriel.”

Os melhores momentos dessa família, as datas comemorativas, ou mesmo o cansaço de um trabalhoso dia, sempre que possível, é consagrado com uma deliciosa comida típica italiana, preparada por Bernardete, acompanhada de um saboroso vinho  e ao som de belas gargalhadas de Enzo e Isabelle.

5 fatos aleatórios sobre Bernardete:

1) Gosta de música, poesia, paisagens e conversas.

2) Sim as vezes chora ao olhar o mar, acha muito bonito a natureza.

3) Seu vinho preferido e o Merlot, mas andamos pegando ela degustando o Prosecco escondida.

4) Prepara o melhor doce de uva do mundo.

5) Gosta de flores, plantas e muito da melhor delas a videira.

 

Enzo 

Neto, afilhado, controle de qualidade do suco de uva

Figurinha que da diversão a vinícola, neto dos proprietários e afilhado do nosso Enólogo, filho de Morgana Cainelli e Gabriel Angst, passa o tempo correndo no gramado, comendo uva e bebendo suco de uva. Vive a Enologia ao longo de toda sua vida, aproximadamente 1 anos, quem sabe surja mais um enólogo por ai.

5 fatos aleatórios sobre Enzo:

1) Gosta de uva, mas também do suco dela.

2) Dificilmente chora.

3) Tem como seu hobby andar de motoca.

4) Adora dar pequenos cochilos durante a tarde.

5) Ama o WineTuc da vinícola, não vê a hora de poder levar o pessoal passear.

 

Belle

Neta, sobrinha, picnicmaker

Falou em picnic falou em Belle, neta dos proprietários e sobrinha do nosso Enólogo, filho de Morgana Cainelli e Gabriel Angst, passa o tempo cuidando do maninho Enzo e brincando com ele.  Adora visitar os vinhedos, muito mais quando tem uva, não entende porque as videiras produzem somente uma vez por ano, isso a chateia.

5 fatos aleatórios sobre Belle:

1) Prefere uvas brancas.

2) Adora motos.

3) É Bailarina.

4) Não conhece a palavra sono.

5) Sempre quer ajudar a vovó a vender vinho.